A incrível velocidade das conexões USB 3.0

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - ECONOMIA DIGITAL

Ethevaldo Siqueira, esiqueira@telequest.com.br, O Estadao de S.Paulo

31 de janeiro de 2009 | 00h00

A evolução dos dispositivos de conexão USB (Universal Serial Bus) tem sido notável. É impossível não se surpreender diante da nova geração SuperSpeed USB 3.0, capaz de transferir um filme inteiro de 25 gigabytes (GB), ou seja, o conteúdo de um disco Blu-Ray, de vídeo de alta definição, em apenas 70 segundos, em lugar dos 14 minutos das atuais conexões USB 2.0. A USB 3.0 chega ao mercado nos próximos meses e deverá multiplicar por 10 a velocidade das conexões USB 2.0, segundo Jeff Ravencraft, diretor da Intel. Há apenas 5 anos, as conexões USB 1.0 levavam 9h18min para transferir os mesmos 25 GB. Em paralelo com a nova geração, surgem as conexões sem fio, já chamadas de Wireless USB, que interligam notebooks ou caixas acústicas a velocidades de até 480 megabits por segundo (Mbps), a 3 metros de distância. Vale lembrar que o conteúdo de 480 Mbps equivale a tudo que está impresso neste Estadão de domingo. E já existem hoje cerca de 130 produtos desenvolvidos para esse tipo de conexão sem fio. 16 MIL RÁDIOSPara os apaixonados por rádio, há outra inovação surpreendente, pois permite ao usuário sintonizar até 16 mil emissoras de AM ou FM, de mais de 200 países, em seu carro, via internet, com o melhor som digital e ainda sem qualquer custo. Esse sonho só não era possível em veículos, mas só com grandes receptores (receivers) domésticos, e mesmo assim, com a sintonia de número bem menor de emissoras. O produto comprova a maturidade do rádio sobre IP (IP-Radio), agregando-lhe todas as vantagens da mobilidade. Lançado pela alemã Blaupunkt, em aliança com o site MiRoamer, esse receptor IP para carros foi uma das inovações premiadas no Consumer Electronics Show (CES 2009), a Feira de Las Vegas, há três semanas.Mesmo sem dispor desse aparelho, já visitei o site MiRoamer (www.miroamer.com), especializado em rádio via internet e testei seu conteúdo, e ouvi em meu computador alguns programas magníficos de música e notícias, como os da BBC, e de música clássica da Radio Bartók-MR3 105.9 FM Kiskoros, da Hungria. É sensacional a qualidade de áudio.A internet parece ser um dos caminhos para o rádio digital do futuro. Na verdade, o rádio IP não é novidade em si. O que impressiona, no entanto, é sua evolução recente, que lhe confere muito mais qualidade, resultado do avanço tecnológico e de mais conteúdo organizado. Seu bom funcionamento depende, no entanto, da disponibilidade de banda larga. Inovações como essas comprovam a expansão contínua das novas aplicações da internet. Por outras palavras, a internet se transformou na grande plataforma de evolução dos serviços de comunicação e de entretenimento, graças à convergência de tecnologias. TV DO SÉCULO 21Um exemplo de evolução ambiciosa do televisor é a Cell TV, um protótipo apresentado pela Toshiba, cujo nome decorre de seu processador, o Cell chip, desenvolvido originalmente por um consórcio liderado pela IBM para o console do Play Station 3, da Sony, mas que é utilizado até em supercomputadores.A Cell TV sintoniza até 8 programas simultâneos de TV aberta, em alta definição, e os exibe no monitor, num conjunto de até 48 janelas, para que o telespectador escolha o que ver em cada horário.Na demonstração da Cell TV feita há poucas semanas no CES, foram mostrados na tela do televisor até 48 programas simultâneos em video streaming (em fluxo contínuo), previamente gravados num sistema de armazenamento de discos rígidos, para facilitar a escolha do telespectador. Os desenvolvimentos na área de televisão são tantos que, num horizonte de apenas 5 anos, nosso televisor doméstico e os monitores serão bem diferentes e mais avançados do que hoje, em tamanho, imagens tridimensionais (3D) de alta definição, brilho, cores e contraste. Os primeiros televisores a laser, bem como os de diodos emissores de luz (LED) e imagens 3D já estão no mercado, desde o final de 2008. A maioria deles exige óculos especiais. Uma das barreiras atuais para a expansão dessa nova TV3D é a falta de conteúdos, à exceção de videogames. Algumas empresas lançam esses televisores associados a pacotes de jogos, visando especialmente à juventude. Hollywood tem poucos filmes 3D e, pior ainda, não há uma padronização internacional do sistema. Os smartphones são outra área de progresso surpreendente. Após o lançamento do iPhone, pela Apple, surgem produtos competidores igualmente criativos, como os novos celulares da Samsung, da LG, da Nokia e o Palm Pre, smartphone da Palm que ganhou o prêmio de melhor inovação (Best in Show) do CES 2009.ENERGIA SEM FIONum passado recente, pouca gente acreditaria na possibilidade de carregar uma bateria sem utilizar alguma conexão por fio. O carregador sem fio (wireless charger) é, portanto, uma inovação curiosa que abre caminho para centenas de aplicações práticas. Um exemplo pioneiro é o carregador Powermat, que é capaz de carregar em tempo real equipamentos portáteis como celulares, câmeras digitais, GPS e laptops.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.