coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

A melhor forma de declarar o IR

Antes de preencher a Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda de 2002, ano-base 2001, o contribuinte deve avaliar que formulário é o mais adequado, o simplificado ou o completo. O melhor é aquele que vai levar, no fim dos cálculos, a uma restituição mais alta ou a um valor mais baixo de imposto.ModeloEm princípio, pessoas que têm muitas despesas com saúde, vários dependentes, planos de previdência, pagam pensão alimentícia poderão ter mais vantagem ao utilizar o modelo completo para fazer a declaração. Isso porque, no simplificado, todas as deduções permitidas são substituídas por um desconto-padrão de 20%, limitado a R$ 8 mil. Já no completo, será possível abater todas as despesas médicas; instrução, com limite individual de R$ 1.700; dependentes, R$ 1.080 cada um; pensão alimentícia integral paga; desconto do INSS; contribuição à previdência privada, inclusive a paga para dependentes, até o limite de 12% da renda tributável. Na dúvida, o contribuinte deve fazer simulação nos dois modelos.Declaração de bensO declarante deve utilizar um código para indicar em que país o bem (imóvel, aplicação financeira, etc.) está localizado. A tributarista Elisabeth Libertuci, do escritório Afonso & Libertuci, lembra que as pessoas que têm bens no exterior, além da declaração à Receita Federal, devem apresentar uma outra ao Banco Central. Ela explica que a exigência, limitada apenas às empresas até o ano passado, foi estendida à pessoa física por meio da Medida Provisória n.º 2.224. O prazo para a entrega da declaração ao BC vai até 15 de maio (ler detalhes na página anterior). Elisabeth alerta o contribuinte que tome muito cuidado ao preparar as duas declarações, porque, se houver divergência nos dados, poderá cair na malha fina da Receita.VantagemO prazo para a entrega da declaração termina em 30 de abril. Até sexta-feira, mais de 234 mil pessoas haviam enviado o documento pela Internet. A vantagem de entregar logo a declaração está na possibilidade de receber a restituição nos primeiros lotes que serão liberados a partir de junho.Quem preferir entregar o documento em disquete terá de baixar o programa da Internet. Nesse caso, a entrega deverá ser feita no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal. O CD-ROM com o programa do IR só estará disponível a partir da próxima semana. Para quem prefere entregar a declaração em formulário impresso, o documento estará disponível apenas no fim deste mês e a entrega deverá ser feita nas agências dos Correios. Tarifa: R$ 2,50. As declarações também poderão ser feitas pelo Receitafone (0300-780300).Tabela antigaPara o preenchimento da declaração deste ano, ainda vale a tabela antiga do IR, que vigorou até o ano passado. A atual, que teve correção de 17,5%, será utilizada apenas na declaração anual de 2003, ano-base 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.