A Topper vai usar Pelé contra a Nike e a Adidas

Edson Arantes do Nascimento, o rei Pelé, vai calçar novamente as chuteiras para uma partida importante. É com o atleta do século que a São Paulo Alpargatas quer, com suas chuteiras Topper, driblar as concorrentes internacionais Nike e Adidas. A primeira tem nos pés de Ronaldo, o Fenômeno, o veículo para a propaganda de suas chuteiras, enquanto a Adidas recorreu a Kaká na última Copa para divulgar as suas.O gerente da marca Topper da São Paulo Alpargatas, Adriano Bonani Besso, está confiante na estratégia e espera ampliar a participação da empresa, que tem fatia de 32% do mercado de artigos esportivos para futebol. Esse otimismo leva em conta a fatia de modestos 8% que o Brasil, pentacampeão mundial, tem dos US$ 250 bilhões que o mercado mundial de futebol gira por ano. Para Adriano, há espaço para crescer, especialmente porque os artigos Topper têm preços mais baixos que os concorrentes, em sua maioria importados.A Topper e a sua agência de publicidade, a Lew, Lara, também vão aproveitar o garoto-propaganda Pelé para aumentar as vendas de bolas. A empresa investiu R$ 4 milhões para aumentar a sua produção, 80% voltada para o futebol, embora produza também bolas de basquete, vôlei e handball.Mas é o mercado de calçados para futebol que movimenta cerca de 2 milhões de pares e vendas de R$ 90 milhões o pricipal foco da marca, que tem chuteiras com preços entre R$ 25 a R$ 250, na tentativa de atingir todo o público interessado em futebol, das diversas classes sociais.

Agencia Estado,

03 de abril de 2003 | 11h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.