Abastecer com etanol ainda é vantajoso apenas no MT

O etanol combustível segue competitivo no tanque dos carros flex fuel apenas no Estado do Mato Grosso, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilados pela Agência Estado, referentes à semana terminada em 12 de fevereiro de 2010. Em 25 Estados e no Distrito Federal, a gasolina segue competitiva.

EDUARDO MAGOSSI, Agencia Estado

12 de fevereiro de 2010 | 17h29

O Estado de São Paulo, que concentra mais de 50% do consumo de etanol, continua apresentando maior competitividade para a gasolina, na média dos preços compilados pela ANP, a primeira vez que isto acontece na história. Considerando o preço médio da gasolina de R$ 2,539 por litro no Estado de São Paulo, o etanol hidratado é competitivo na região até R$ 1,77 e, na média da ANP, o preço em São Paulo ficou em R$ 1,848 por litro, 4% acima do ponto de equilíbrio entre gasolina e etanol.

Atualmente, o etanol permanece vantajoso apenas no Estado do Mato Grosso, que tem registrado aumento da produção de cana mas que ainda não possui formas eficientes de escoar todo o etanol produzido, o que gera uma oferta maior que o consumo localmente. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do motor a álcool é de 70% do poder nos motores à gasolina. No cálculo, são utilizados valores médios coletados em postos em todos os estados e no Distrito Federal.

A gasolina está vantajosa em 25 Estados e no Distrito Federal. Desde a semana de 16 de outubro de 2009, a gasolina passou a ser vantajosa em mais Estados do País que o etanol.

Segundo o levantamento, no Mato Grosso, o preço do etanol está em 64,68% do preço da gasolina, o que o torna vantajoso. Os Estados de Tocantins e São Paulo apresentam preço da gasolina ligeiramente acima dos de etanol. A gasolina está mais vantajosa principalmente no Rio Grande do Sul (preço do etanol é 89,96% do valor da gasolina), Santa Catarina (84,63%), Espírito Santo (83,94%) e Acre (83,29%).

Preços

Segundo a ANP, o preço mínimo registrado para o etanol foi de R$ 1,36 por litro no Estado de Pernambuco. O preço máximo foi de R$ 2,99 por litro registrado no Acre. Na média de preços, o menor preço médio foi o de Mato Grosso, a R$ 1,745 por litro, e o maior preço médio foi registrado no Acre, a R$ 2,482 por litro.

O levantamento também revela que os preços médios do etanol combustível subiram nos postos de 23 Estados brasileiro e no Distrito Federal no período analisado. Em Roraima os preços permaneceram estáveis pela segunda semana consecutiva. As cotações caíram em três estados. As maiores altas foram registradas no Acre (+12,86%), Maranhão (+3,31%) e Santa Catarina (+3,29%). As maiores quedas foram em Mato Grosso do Sul (-0,57%) e Piauí (-0,29%).

Tudo o que sabemos sobre:
combustível, etanol, gasolina, ANP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.