JF DIORIO / ESTADÃO
JF DIORIO / ESTADÃO

Abastecimento em postos deverá voltar ao normal em 48 horas, diz França

Já o prazo estimado para a regularização dos alimentos em supermercados e feiras de São Paulo é de uma semana

Juliana Diógenes, O Estado de S.Paulo

30 Maio 2018 | 13h42

SÃO PAULO - O governador de São Paulo Márcio França disse nesta quarta-feira, 30, que a previsão para a normalização do abastecimento de combustível nos postos de gasolina do Estado é de 48 horas. Já o prazo estimado para a regularização dos alimentos em supermercados e feiras de São Paulo é de uma semana.

AO VIVO: Acompanhe o impacto da greve dos caminhoneiros no País

"(Normalizar) posto de gasolina é mais rápido (do que alimentação). Combustível talvez 48 horas para estar tudo redondo no Estado de São Paulo. Já abastecimento, tivemos problemas com alguns produtores, então certamente não vai ser tão rápido. Mas creio que em uma semana está tudo normalizado. Seria o tempo ideal", afirmou.

Após o protesto dos caminhoneiros perder fôlego, petroleiros desafiam a Justiça do Trabalho e iniciam greve em refinarias. Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), paralisação atinge as unidades de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Amazonas e Pernambuco. 

Em São Paulo, a Sincopetro diz que o abastecimento está se normalizando. Na capital paulista, situação de emergência será suspensa nesta quinta-feira, 31.

 

Mais conteúdo sobre:
greve caminhoneiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.