Abdenur diz que País deve evitar ´ufanismo´ sobre etanol

O ex-embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Roberto Abdenur, alertou nesta sexta-feira, 16, que o País "evite o ufanismo em relação ao etanol". Em palestra em seminário realizado pela Câmara Americana de Comércio no Rio, ele afirmou que não há dúvida de que o etanol brasileiro é muito competitivo, mas é preciso estar atento ao desenvolvimento de pesquisas de produção do produto a partir da celulose.Abdenur disse ter informações de que o governo americano está deslocando US$ 300 milhões para pesquisas na área de biocombustíveis. "É muito importante que o Brasil não caia na ilusão de que continuará por inércia na liderança do etanol, é preciso avançar e buscar parcerias nos Estados Unidos", disse.Para Abdenur, o etanol é uma oportunidade para o Brasil estreitar as relações comerciais com os EUA.Ele acredita que a Área de Livre Comércio das Américas (Alca) não é viável no momento - "a Alca caiu ao longo do caminho, está em estado de coma induzido e talvez um dia possa ser ressuscitada, mas não num futuro previsível" -, mas ainda assim o conselho para o setor privado e para o governo é que "é hora de se mobilizar e atacar o mercado americano fortemente, o que deixamos de fazer ao longo dos últimos anos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.