Abdib diz que setor elétrico precisa de US$ 20 bi por ano

Levantamento realizado pela Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústrias de Base (Abdib) mostra que a dificuldade de obtenção de financiamentos paralisou obras para a geração de 10 mil MW de energia no País, deixando de gerar 150 mil postos de trabalho até 2006. O presidente da Associação, José Augusto Marques, reiterou que o setor elétrico pode entrar em colapso caso não haja uma ação rápida para impulsionar a retomada de investimentos em obras de infra-estrutura. Pelos números da Abdib, o País precisa de US$ 20 bilhões ao ano por cinco anos para conduzir as obras necessárias. A Abdib pretende criar um fundo de investimentos para o desenvolvimento da infra-estrutura e, desta forma, tentar facilitar o acesso dos empresários ao crédito. O fundo proposto será securitizado pelos ativos e recebíveis dos investimentos, como forma de viabilizar os programas de Parcerias Público Privada (PPP) que estão sendo estudados, em conjunto, por diversos ministérios. Funcionamento A idéia do fundo, que pode começar a operar em seis meses, é captar recursos nos mercados interno e externo a partir da emissão de títulos do próprio fundo e reaplicá-los nos projetos brasileiros de infra-estrutura, segundo disse à Agência Estado o presidente da entidade, José Augusto Marques. "A falta de recursos é nosso principal problema", ressaltou. A projeção de Marques é que o fundo, auto-alimentável em uma segunda etapa, tenha recursos iniciais da ordem de US$ 20 bilhões. A infra-estrutura brasileira necessita, segundo dados da Abdib, de US$ 20 bilhões ao ano por cinco anos, montante que o Brasil só conseguirá com a criação de fundos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.