Abdib: Infraestrutura não teve retomada de investimento

O setor de infraestrutura não vê, até o momento, um sinal de retomada dos investimentos na atividade ligada à indústria de base do País. De acordo com Paulo Godoy, presidente da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), o clima ainda é de incerteza e apreensão por parte dos empresários e de competição externa acirrada.

BIANCA RIBEIRO E WLADIMIR D'ANDRADE, Agencia Estado

20 de julho de 2012 | 14h55

Na avaliação do representante, mesmo com sinalizações positivas do governo em torno da retomada de concessões de estradas e portos, ainda há muito a ser feito. Ele cita, como exemplo, a desoneração da energia por meio de redução de impostos, como PIS/Cofins e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), bem como a redução de encargos setoriais que são temporários e que já podem cair com a renovação das concessões previstas para 2015. "Se a arrecadação (de impostos) continua aquecida, é preciso devolver mais para a economia e, assim, melhorar a competitividade", disse Godoy.

Questões permanentes, como câmbio e juros, estavam na mesa de discussões dos industriais, nesta sexta-feira, em São Paulo, em reunião promovida pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) sobre o desempenho do Plano Brasil Maior. Godoy, que esteve presente no encontro, afirmou que há um consenso sobre a necessidade de continuar melhorando a cotação do dólar. "Mesmo com essa taxa de câmbio, a indústria segue vulnerável", afirmou, lembrando que, neste momento, o País precisa mais de uma agenda estruturante, do que de medidas pontuais e de curto prazo.

"Eu trocaria um crescimento menor no curto prazo por um crescimento permanente no futuro. Não podemos nos perder em medidas imediatistas", declarou. Ele destacou, ainda, que é preciso ter mais velocidade na implantação de políticas do governo voltadas para investimento. Godoy chegou a citar que há muitos projetos no setor de saneamento e de transportes, mas ponderou que eles não saem do papel.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasil MaiorCNIfóruminfraestrutura

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.