Abdib quer IR diferenciado para investimentos em projetos

A Associação Brasileira da Infra-estrutura e Indústria de Base (Abdib) quer que o governo estabeleça um tratamento tributário diferenciado para os fundos de investimentos que são compostos com o objetivo único de financiar um determinado projeto. Para o presidente da Abdib, Paulo Godoy, esse seria um importante incentivo para ampliar o volume de recursos alocados nestes fundos de investimento.A proposta foi discutida, superficialmente, com o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, agora pela manhã. Segundo Godoy, a Associação irá elaborar um projeto detalhado sobre essas possíveis mudanças dos fundos de investimento em participação e entregará "em breve" ao ministro.Durante a audiência, Palocci e Godoy discutiram sobre diversos temas da agenda de projetos que o governo e a iniciativa privada pretendem tocar na área de infra-estrutura. "O pano de fundo da conversa foi como arrumar os recursos para investir nos projetos necessários", argumentou Godoy, que aposta nos fundos de investimento como uma das saídas para a ampliação do volume de recursos aplicados em projetos no País.Segundo o executivo, o ministro da Fazenda reiterou que o governo conta com o dinheiro da iniciativa privada para tocar os projetos de infra-estrutura e que está trabalhando para concluir como será a constituição do fundo garantidor das Parceiras Público-Privadas (PPPs).Juros mais altosO aumento da taxa básica de juros também fez parte da conversa. Segundo Godoy, o ministro Palocci teria citado a preocupação com a inflação futura como justificativa para a decisão de ontem do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central.O Comitê estaria ajustado para cima a taxa Selic, neste momento, para evitar um "constrangimento" à frente. "O ministro não acha que a trajetória (dos juros) seja ascendente. É um movimento momentâneo", disse Godoy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.