Abecs estima alta 15% nas transações com cartões de julho a setembro

Conforme estimativas da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços, de julho a setembro as transações com esses plásticos devem somar 1,781 bilhão

Agência Estado,

22 de setembro de 2010 | 19h28

As transações com cartões de crédito, débito e private Label devem mostrar crescimento 15% no trimestre encerrado em setembro em relação ao mesmo período do ano passado. Conforme estimativas da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) de julho a setembro as transações com esses plásticos devem somar 1,781 bilhão. O faturamento do setor no período deverá ficar em R$ 135,51 bilhões, mostrando avanço de 23% sobre a mesma base de comparação em 2009. O ticket médio de setembro deve ficar em R$ 77,00 ante R$ 73,00 de setembro do ano passado.

Na mesma base de comparação, o mercado de cartões de débito deverá crescer em transações e faturamento, 20% e 23%, respectivamente. Conforme a Abecs, o aumento em faturamento é reflexo da continuidade de fatores como ampliação e facilidade ao crédito, estabilidade econômica do país - especialmente inflacionária - e queda no desemprego com aumento da renda da população ao longo deste ano.

Segundo a Abecs, outro pontos que merecem destaque no último trimestre é que o mês de agosto, impulsionado pelas vendas relativas ao Dia dos Pais e volta às aulas, apresentou expressivo aumento nas transações em relação a julho e setembro. Em agosto, foram 606,413 milhões de transações antes 594,214 milhões de julho e 580,575 milhões de setembro.

Isoladamente em setembro, o número de transações deve mostrar avanço de 17% sobre o mesmo mês de 2009. O faturamento do setor deve ficar em R$ 44,671 milhões no mês, com avanço de 23%. No final do mês, a indústria deverá contar com 612,485 milhões de plásticos.

A Abecs estima encerrar o ano de 2010 com 7,131 bilhões de transações, faturamento de R$ 534,735 bilhões e 628,015 milhões de plásticos.

Tudo o que sabemos sobre:
Abecscréditocartão de crédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.