Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Aberta licitação de obras para facilitar o acesso ao Porto de Santos

O governo federal lançou hoje o edital de licitação das obras para a construção da avenida Perimetral, que vai ligar o estuário do Porto de Santos, desde o viaduto da Alemoa (próximo à via Anchieta), ao corredor de exportação da Ponta da Praia. A licitação é avaliada em R$ 323 milhões. A obra é uma antiga reivindicação das empresas que utilizam o porto e os transportadores rodoviários, que enfrentam muitos problemas com o acesso rodoviário.Para chegar até a margem portuária, os caminhões passam obrigatoriamente por avenidas urbanas. Com isso, o trânsito fica congestionado e os custos logísticos aumentam. O projeto será feito com investimentos da União. O governo de São Paulo quer que o governo federal se comprometa a destinar recursos para a Perimetral mesmo após o processo de regionalização do porto, a partir do qual ele passará a ser administrado por uma empresa de companhia mista com maior participação do Estado.De acordo com as empresas usuárias do porto, a avenida é importante para não saturar a capacidade e o escoamento de grãos, já que em 2003 deverá ter início a construção do Terminal para Granéis do Guarujá (TGG) pelas empresas Brasil Ferrovias, Bunge e Maggi.A Perimetral terá 12 quilômetros, com duas pistas de 10 metros de largura. Contará com três viadutos. As obras prevêem uma ´infovia´, uma rede de fibra ótica para a automação das operações portuárias, e do Centro de Controle Operacional (CCO) do porto.O governo federal também autorizou hoje o lançamento da licitação para escolher o projeto de engenharia para a construção da margem esquerda da perimetral, com 4 km de extensão. O principal objetivo da obra é melhorar o tráfego de caminhões aos terminais portuários. A nova pista será desenhada para não interferir nas manobras ferroviárias.A Perimetral foi projetada para se tornar uma avenida fechada, possuindo poucas ligações com o sistema viário urbano, para inibir o tráfego de veículos de carga fora da área portuária. O projeto também prevê intervenções para apressar o tráfego nos ramais ferroviários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.