Rafael Neddrmeyer/Fotos Públicas
Rafael Neddrmeyer/Fotos Públicas

Abertura de vagas de emprego tem primeiro aumento desde junho de 2014

Na passagem de abril para maio, aumento foi de 4,1%; em relação ao mesmo mês de 2015, alta foi de 1,5%, mostra Índice Catho-Fipe

Suzana Inhesta, O Estado de S.Paulo

29 Junho 2016 | 08h59

SÃO PAULO - A abertura de vagas de emprego no País teve o primeiro aumento mensal e interanual desde junho de 2014, conforme apurou o Índice Catho-Fipe de Novas Vagas de Emprego, divulgado em primeira mão pelo Broadcast, serviço de informações em tempo real da Agência Estado. Na passagem de abril para maio, o aumento foi de 4,1% e em maio ante maio de 2015, a alta foi de 1,5%.

"Ainda assim, o ritmo de geração de vagas segue em um patamar fraco quando analisados períodos mais longos. A variação acumulada em 2016 aponta para queda de 7,4% sobre o mesmo período de 2015, que por sua vez já mostrava queda de 14,2% com relação ao mesmo período de 2014", explicam os analistas da Fipe e Catho, em nota.

Por causa do resultado de maio, os indicadores derivados do Índice Catho-Fipe de Novas Vagas de Emprego também apresentaram aumento na comparação com abril. O Índice Catho-Fipe de Vagas por Candidato mostrou crescimento de 2,6%, enquanto o Índice de Novas Vacâncias subiu 4,5%. Entretanto, os indicadores, na comparação anual, têm quedas de 28,5% e de 0,4%; e retrações de 34,6% e de 9,4% no acumulado do ano, respectivamente.

No caso do Índice de Vagas por Candidato, o indicador voltou a um patamar próximo daquele registrado em fevereiro desse ano, mas é o vigésimo segundo mês consecutivo de perda quando comparado ao mesmo mês do ano anterior, o que é um recorde negativo nessa base de comparação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.