Abertura do "corralón" é tranqüila

Os investidores argentinos que tiveram o sinal verde parasacar seus depósitos presos pelo "corralón", a partir desta terça-feira, não provocaram corrida aos bancos. Até esta tarde, os principais bancos de Buenos Aires não registraram muitos saques do "corralón", numa demostração de que os poupadores preferiram consultar melhor os gerentes sobre as propostas do governo para recuperar a maior parte do depósito original em pesos e bônus em dólares a 10 anos. O prazo para que os depositantes aceitem a proposta oficial terminará no próximo dia 23 deste mês. Neste primeiro dia de abertura, as consultas foram em maior número do que aspessoas que tomaram a decisão de sacar os depósitos congelados desde dezembro de 2001.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.