Abinee critica tributo único a 'sacoleiros'

A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) afirmou em nota à imprensa que a Câmara dos Deputados prestou um "grande desserviço" à nação ao aprovar hoje o projeto que cria o Regime de Tributação Unificada (RTU), com alíquota de 42,25%, para a importação de mercadorias do Paraguai por via terrestre.O presidente da Abinee, Humberto Barbato, ressalta que a indústria brasileira será altamente prejudicada pela importação de produtos eletroeletrônicos do Paraguai. "Respeitamos o acordo político feito pelo governo brasileiro, porém acreditamos que a indústria deveria ser ouvida neste processo, pois será a maior prejudicada", afirma.O projeto de lei agora segue para o Senado, onde Barbato espera poder debater mais uma vez o assunto na tentativa de defender a produção nacional e os empregos gerados pela indústria eletroeletrônica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.