Abinee: prejuízo com greve de fiscais soma US$ 120 mi

A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) informou hoje ao ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, em Brasília, que os insumos utilizados pelo setor que estão retidos nos 30 dias de greve dos auditores fiscais já chegam a US$ 400 milhões e o prejuízo do setor já se situa entre US$ 120 milhões a 150 milhões, com redução da produção, perda de faturamento e multas por atrasos no cumprimento de contratos.A reunião da Abinee com Miguel Jorge foi para apresentar os efeitos nocivos que a greve dos auditores fiscais vem causando para as indústrias do setor eletroeletrônico do País. O presidente da Abinee, Humberto Barbato, explicou ao ministro que "a greve dos auditores fiscais já vem comprometendo de maneira significativa a produção e o desempenho da indústria elétrica e eletrônica do País".Ele explicou que "esta retenção de insumos vem comprometendo a produção para o mercado interno, sendo que no caso das exportações a situação poderá se agravar nos próximos dias, devido à redução do ritmo de atividade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.