Abiplast defende redução de impostos em todos os setores

O presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), Merheg Cachum, defendeu hoje, ao chegar para a primeira reunião do Fórum de Competitividade da Cadeia Produtiva, no Ministério do Desenvolvimento, que o governo reduza impostos para todos os setores da economia, não só para o automotivo. "Tem que haver uma redução (de impostos) para tudo. Se funciona para o automotivo, funciona para os outros setores também." Cachum disse que a indústria do plástico tem em alguns segmentos, como o de linha branca, eletroeletrônicos e autopeças, ociosidade de até 60% da capacidade produtiva. "Como a gente vê, não é só o setor automotivo que está parado", disse. O presidente da Abiplast acredita que o faturamento do setor poderá recuar em até 10% neste ano, na comparação com o ano passado, quando ficou em R$ 9,3 bilhões. Ele estima ainda que o emprego no setor fechará o ano abaixo do nível de 2002, de 218 mil trabalhadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.