Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

ABN Amro mantém avaliação para papéis da dívida brasileira

O ABN Amro Bank divulgou hoje relatório reafirmando a posição overweight (acima da média da carteira de investimentos) para a dívida brasileira. O conteúdo do relatório foi confirmado pelo economista Jankiel Santos, do ABN Amro Bank no Brasil.No documento, os analistas afirmam que a expectativa do banco é que os títulos da dívida brasileira poderão se valorizar na medida em que os títulos do tesouro norte-americano forem se estabilizando.Para os analistas do ABN Amro, o pior da crise política brasileira parece já ter passado, embora a administração Lula ainda tenha que tomar algumas iniciativas no sentido de conter as invasões do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST) e controlar as pressões dos partidos aliados e mesmo do PT por políticas expansionistas.Inflação controlada e juros em quedaSobre o cenário para a inflação, os analistas do ABN Amro já dão como controladas as pressões de preços e citam a possibilidade de o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, manter a política de corte de juros, seguindo a decisão de ontem. A Selic, a taxa básica de juros, foi reduzida em 0,25 ponto porcentual ? de 16,25% para 16% ao ano. Outro ponto positivo a favor do Brasil, segundo o ABN Amro, foi o pagamento de US$ 5,1 bilhões em compromissos externos feito pelo País.A decisão do ABN Amro caminha no sentido contrário do J.P. Morgan, que hoje também divulgou relatório, mas reduzindo de overweight a marketweight (na média da carteira de investimentos) a sua recomendação para o Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.