ABN recomenda compra de Perdigão

O Banco ABN Amro reitera recomendação de compra para ações PN - preferenciais, sem direito a voto - da Perdigão, com preço-alvo de R$ 18,00 para o prazo de 12 meses. Esse valor representa um potencial de alta de 35,44% em relação ao fechamento de segunda-feira. Em relatório do último dia 30, a analista Kriti Etchberger ressaltou a sucessiva melhora da demanda interna e a conseqüente elevação dos preços. O mesmo ocorre com a demanda externa, que tem gerado produtos mais valorizados para exportação. Tanto Perdigão quanto Sadia - reforça a analista -, estão subvalorizadas. Os resultados da Perdigão no primeiro semestre do ano ficaram abaixo das expectativas, segundo Kriti. A queda na safra do milho, aliada à seca e ao frio, gerou alta nos preços e margens menores nos primeiros seis meses do ano. Isso fez com que Kriti reduzisse em 25% as expectativas de ganho da Perdigão para este ano. Porém, estes custos devem se normalizar durante o segundo semestre e projeta um bom desempenho para o período. A analista chama atenção para a aquisição de 51% e a consolidação do Frigorífico Batávia, que teve impactos mínimos nos lucros da Perdigão. Em contraste, a aquisição da Granja Resende pela Sadia continua puxando a margem de lucro da empresa para baixo, comentou. Ela enfatiza também que a implementação de sinergias vem trazendo a otimização do processo de produção e que esses fatores são importantes para o crescimento de médio prazo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.