Abrace diz que apresentação do modelo elétrico é ?incompleta?

A primeira apresentação do novo modelo de energia elétrica foi definida como "incompleta e precoce" pelo diretor executivo da Associação Brasileira de Grandes Consumidores de Energia Elétrica (Abrace), Paulo Ludmer. Segundo ele, falta uma série de direcionamentos em aspectos importantes como maior definição na auto-geração e nas reivindicações relacionadas às hidrelétricas. "Todos os aspectos têm que ser discutidos e a ministra Dilma Rousseff está se demonstrando bastante aberta para receber sugestões. Essa foi apenas uma primeira apresentação, uma primeira abordagem e não cabe aí o alvoroço que está sendo feito. É preciso dar calma à ministra para que outros pontos sejam detalhados", comentou. Ludmer admitiu que "não gostou" do aspecto do novo modelo no que diz respeito aos riscos a serem assumidos "somente pelos consumidores". "É preciso que geradoras e distribuidoras também assumam sua parcela de risco no negócio", afirmou. Light não se pronuncia A Light, distribuidora de energia elétrica do Rio de Janeiro, informou por meio de sua Assessoria de Imprensa que acha prematura qualquer opinião sobre o novo modelo de energia elétrica. A empresa, segundo a Assessoria, vai "aguardar mais um pouco" para se pronunciar sobre o assunto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.