Abraciclo: venda de motocicletas cresceu 26% em 2007

O mercado brasileiro de motocicletas encerrou o ano com crescimento de 26,2%, com 1,6 milhão de unidades comercializadas, ante 1,268 milhão em 2006, segundo dados divulgados hoje pela Associação Brasileira de Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).As vendas de motos no País foram tão intensas no ano passado que surpreenderam e obrigaram a entidade a rever duas vezes sua previsão inicial. No final de 2006, a Abraciclo esperava que o mercado interno crescesse 14,3%. Em julho, a entidade aumentou sua expectativa para 19,1%. Mesmo a revisão realizada em novembro ficou um pouco abaixo dos resultados: 25,4% e 1,59 milhão de unidades comercializadas - 10.157 unidades a menos que as vendidas em 2007.Os mesmos motivos apontados para o crescimento das vendas de automóveis no País, de 27,8% em 2007, para 2,462 milhões de unidades, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) divulgados ontem, são utilizados para justificar a explosão das vendas: estabilidade da economia, redução dos juros do financiamento, expansão do acesso ao crédito e alongamento dos prazos de pagamento. Somados a isso, houve também aumento da oferta de modelos com preços mais acessíveis, além da já conhecida mobilidade das motos, que acabam sendo escolhidas como alternativa para motoristas que desejam fugir do trânsito das grandes cidades e como emprego para os motoboys.Produção e exportaçãoEm 2007, a produção brasileira de motocicletas chegou a 1,734 milhão de unidades, alta de 22,7% em relação a 2006, quando 1,413 milhão de motos foram produzidas no País. No final de 2006, a previsão da Abraciclo era de um crescimento da produção de 13,2%, revisado para 15,5% em julho e para 22,4% em novembro. Também a expectativa de produção em novembro de 2006 ficou um pouco abaixo do registrado em 2007 - 4.349 unidades a mais foram produzidas no ano.Após uma queda de 32,1% na quantidade de motos exportadas no primeiro semestre de 2007 na comparação com os seis primeiros meses de 2006, o setor mostrou recuperação e fechou o ano com queda de 16,8% em 2007, com 139,8 mil unidades vendidas ao mercado externo, ante 163,4 mil em 2006. 2008Para 2008, a Abraciclo prevê que 1,82 milhão de motocicletas serão vendidas no mercado brasileiro, o que representa uma alta de 13,7% na comparação com 2007 e quase o dobro do volume comercializado há quatro anos. A produção este ano deve crescer 11,9%, para 1,94 milhão de motos, pouco mais que o dobro do volume produzido em 2003 - 954,6 mil unidades. As exportações devem continuar sua trajetória de queda, para 120 mil unidades, 14,21% a menos que o registrado em 2007. Será o menor volume dos últimos cinco anos. Em 2003, quando 100,4 mil motos foram exportadas.Em dezembro de 2007, a produção de motocicletas no Brasil cresceu 24,5% na comparação com o mesmo mês de 2006, para 85,2 mil unidades, ante 68,4 mil no ano anterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.