Abramat: 67% da indústria quer investir em 12 meses

O número de empresários da indústria de materiais de construção com planos de investir ao longo dos próximos 12 meses diminuiu. Em agosto, 67% dos empresários tinham pretensão de investir, ante 70% no mês anterior. Os dados, divulgados nesta segunda-feira, estão na pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

CIRCE BONATELLI, Agencia Estado

27 de agosto de 2012 | 09h29

Em agosto, a expectativa dos empresários sobre as ações do governo se manteve estável: 36% da indústria possui boas expectativas em relação às ações de incentivo para o setor da construção civil nos próximos 12 meses. Outros 58% se declararam indiferentes, e 7%, pessimistas. Em relação às vendas em agosto, 49% dos empresários consideraram o faturamento bom ou muito bom. Já 47% acharam regular, enquanto 4% avaliaram como ruim ou muito ruim.

Para Walter Cover, presidente da Abramat, o atual cenário do setor de materiais de construção é muito delicado. "As vendas no período de janeiro a julho de 2012 estão muito abaixo do previsto e esse é um momento importante para o governo atualizar medidas de incentivo ao setor, principalmente com relação à desoneração e crédito", afirmou, em nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.