finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Abramat reduz projeção de alta no faturamento em 2014

O baixo desempenho da economia brasileira associada ao calendário com Copa do Mundo e eleições afetaram as vendas da indústria de materiais de construção ao longo do ano. Com isso, a projeção de alta no faturamento do setor em 2014 foi reduzida de 2,0% para 0,5%, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

CIRCE BONATELLI, Estadão Conteúdo

19 de setembro de 2014 | 09h06

De acordo com pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 19, o faturamento da indústria no mercado interno em agosto ante julho cresceu 7,1%. Já na comparação com agosto do ano passado, houve queda de 12,4%.

No acumulado entre janeiro e agosto houve queda de 6,7% em relação ao mesmo período de 2013. Nos últimos 12 meses (entre setembro de 2013 e agosto de 2014) houve queda de 3,7% na comparação com os 12 meses anteriores (entre setembro de 2012 e agosto de 2013). Todos os dados já são deflacionados.

"Nos dois últimos meses houve uma recuperação das vendas, porém será um desafio muito grande reverter os resultados obtidos até agora no ano", afirmou em nota o presidente da Abramat, Walter Cover.

Para os próximos meses, as expectativas apontam para uma recuperação dos resultados, associada à manutenção da renda e do emprego, além da oferta de crédito no mercado. Cover explicou que há expectativas de melhoria nas vendas de materiais destinados para reformas de moradias, fase de acabamento de obras residenciais tocadas por incorporadoras, obras do programa Minha Casa, Minha Vida, além de projetos de infraestrutura.

A pesquisa da Abramat mostrou também que as vendas de materiais de acabamento caíram 4,1% no acumulado do ano, enquanto a comercialização de materiais básicos recuaram 8,3% no mesmo período.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.