Abramat: todos pediram a Mantega renovação do IPI

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), Walter Coser, destacou que a reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, foi de "detalhe". Segundo ele, o ministro quis saber tudo "sobre emprego, produção, importação, volume e outros dados".

ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

28 de agosto de 2012 | 19h33

Coser ressaltou que Guido Mantega recebeu várias informações durante a reunião e que todos os representantes dos setores manifestaram a importância da manutenção dos incentivos tributários para o aumento das vendas, e desta forma contribuir para um maior crescimento da economia nessa reta final do ano.

O setor de material de construção quer o aumento da lista de produtos com redução de IPI e a prorrogação do incentivo fiscal para 2013. O prazo do incentivo para esse setor termina no fim de dezembro deste ano. "Todos os setores falaram da importância da renovação dos incentivos", disse ele.

Coser disse também que o ministro está confiante que ao final do ano a economia brasileira estará crescendo entre 3% e 4%. "E nós falamos para ele (Mantega) que se ele atender nossos pleitos, certamente estaremos contribuindo para esse crescimento", disse Coser.

Segundo Coser, a mensagem de Mantega foi de confiança, apesar de ele não ter feito nenhuma promessa de renovação. "Todos os setores estão achando que este é um momento importante na economia para serem analisadas novas medidas. Ele (Mantega) não prometeu nada, mas ficou a disposição muito grande de entender as dificuldades que alguns setores estão tendo, em particular nós da Abramat", relatou Coser.

Tudo o que sabemos sobre:
Mantegareuniãolinha brancasetores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.