finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Abras revê projeção de aumento de vendas para 2005

O presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), João Carlos de Oliveira, informou hoje que a entidade está revendo a projeção de crescimento das vendas de 2005, que era de 3%, para o intervalo de 2% a 2,5%. Oliveira disse que a revisão se deve à percepção de que o consumo não vai se recuperar no segundo semestre e também em decorrência das quedas, acima do esperado, nos meses de maio e junho, que foram de, respectivamente, 0,64% e 3,62%, em relação aos meses anteriores.No acumulado do ano, os números vêm recuando, principalmente a partir de março. No primeiro trimestre, o faturamento havia crescido 8,63%, em termos reais, frente ao primeiro trimestre de 2004. Ao final do semestre, a variação foi de 3,68%.Nos próximos meses, na sua avaliação, mesmo que existam alterações no cenário macroeconômico, os impactos disso nos resultados do setor serão pequenos. "O segundo semestre apresenta-se com um quadro mais difícil também em razão da base de comparação, pois a segunda metade de 2004 foi positiva para o setor. "No ano passado, os supermercados brasileiros registraram um acréscimo de vendas de 2,57%. Caso a projeção da entidade se confirme, em 2005, o setor terá compensado o forte recuo registrado em 2003, quando as vendas tiveram uma queda de 4,5%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.