Abras: vendas reais de supermercados sobem em julho

As vendas reais nos supermercados apresentaram crescimento de 3,47% em julho na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo divulgou hoje a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em relação a junho, as vendas do setor registraram aumento de 4,2%. No acumulado do ano, o faturamento dos supermercados teve alta de 5,26% sobre igual período do ano passado. Os números estão deflacionados pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

FABIANA HOLTZ, Agencia Estado

26 de agosto de 2010 | 11h58

Em comunicado, a Abras ressalta o forte aumento de vendas em volume, porém, como diz o presidente da associação, Sussumu Honda, citando o índice AbrasMercado, de cesta de produtos, "os preços, principalmente de alimentos, mostraram forte recuo nos últimos meses, o que acaba por impactar o faturamento do setor".

O valor da cesta de 35 produtos considerados de largo consumo, como alimentos, limpeza e beleza, medido pela GFK, apresentou queda nos preços em julho ante junho de 1,54%, de R$ 275,91 para R$ 271,67. Já na comparação com julho de 2009, quando era de R$ 268,02, o valor da cesta subiu 1,36%.

Os produtos com maiores altas em julho ante junho foram farinha de mandioca (4,6%), papel higiênico (3,65%) e sal (2,75%). As maiores quedas no período ficaram com tomate (-25,04%), batata (-24,02%) e cebola (-10,48%).

Tudo o que sabemos sobre:
Abrassupermercados

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.