Abril tira do ar seus canais de TV

Grupo diz que há uma ?barreira intransponível? para canais pagos

Cristina Padiglione, O Estadao de S.Paulo

19 Junho 2009 | 00h00

O Grupo Abril informou ontem, por meio de comunicado, que "decidiu suspender a partir de 30 de junho as atividades dos Canais Abril, dos quais fazem parte o Ideal e o FIZ", ambos em funcionamento há dois anos. A medida exclui a MTV Brasil, do qual a Abril é sócia. Segundo a empresa, "a decisão foi motivada pela dificuldade em romper uma barreira praticamente intransponível que existe no Brasil para a distribuição de canais pagos"."A Abril acredita que somente por meio de uma competição saudável, com foco no consumidor, é que se pode promover e estimular o surgimento e o fortalecimento de novos núcleos nacionais de produção audiovisual", continua a nota. O Estado tentou saber se a "barreira" a que a empresa se refere seria a fracassada tentativa de inserir os dois canais nos pacotes oferecidos pelas operadoras Net e Sky. A reportagem foi informada, no entanto, que o grupo não se pronunciaria além do que foi feito pela nota oficial. FIZ e Ideal são distribuídos pela TVA, Telefônica e pequenas operadoras regionais.Desde que FIZ e Ideal entraram em operação, a Abril negocia sua entrada na Net, ligada às Organizações Globo, e na Sky, em vão. Juntas, Net e Sky abocanham 73% dos assinantes do País. Desde o ano passado, a MTV Brasil deixou a Sky no Brasil todo (exceto na Grande São Paulo), após uma queda de braço motivada por divergências relativas ao custo que a operadora cobrava do canal.O fim das atividades do FIZ e do Ideal devem gerar ajustes (de custo ou exposição) no pacote comercial lançado pela Abril no início do mês para a Copa de 2010. Intitulado Abril na Copa de 2010, o plano promete a veiculação de logotipos e anúncios em 14 títulos da Editora Abril, mais vinhetas patrocinadas na programação dos canais de TV do grupo. Cada cota do plano vale R$ 28 milhões (preço de tabela).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.