Ação contra leilão do Madeira vai para Justiça de RO

O juiz Náiber Pontes de Almeida, da 4ª Vara Federal de Brasília, transferiu para a Justiça Federal de Rondônia a análise da liminar, protocolada pela organização não-governamental (ONG) "Amigos da Terra - Amazônia Brasileira", na quinta-feira passada, que pedia a suspensão do leilão da usina hidrelétrica de Santo Antônio, no Rio Madeira. Segundo a Advocacia Geral da União (AGU), o juiz entendeu que o julgamento da ação não estava em sua área de competência.A ação não impede a realização do leilão, previsto para ser realizado esta manhã na sede da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.