Ação da Apple barra tablet da Samsung nos EUA

A Apple conseguiu que uma juíza californiana bloqueasse a venda de um dos modelos de tablets fabricados pela Samsung nos Estados Unidos, no mais recente episódio da guerra de patentes envolvendo as duas empresas em diferentes partes do mundo.

GUSTAVO CHACRA, CORRESPONDENTE / NOVA YORK, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2012 | 03h11

A juíza Lucy Koh, do distrito de San Jose, na Califórnia, acatou os argumentos da Apple de que a Samsung violaria patentes da empresa na fabricação do Galaxy Tab 10.1. A empresa sul-coreana informou que vai recorrer da decisão da Justiça americana.

"Embora a Samsung tenha o direito de competir, a empresa não possui o direito de competir injustamente, ao colocar no mercado produtos que infrinjam as leis", disse a juíza ao explicar a sua decisão. Segundo Lucy, "os dois produtos são praticamente indistinguíveis" e a "Apple apresentou bons argumentos".

O Galaxy Tab 10.1 visualmente se parece com o iPad. Usando o sistema operacional Android, do Google, os tablets da Samsung ocupam a segunda colocação nas vendas, mas distantes do aparelho da Apple, que domina dois terços do mercado. Nos próximos meses, a competição deve aumentar com a introdução do Surface, da Microsoft, e do Nexus 7, lançado ontem pelo Google em San Francisco.

Em comunicado, a Samsung disse que "vai tomar as medidas necessárias" e afirma não acreditar que a decisão afete seus negócios, já que possui "uma série de produtos Galaxy Tab". "A Apple entrou com a ação se baseando apenas em uma única patente de design, que se referia a apenas um aspecto de todo o design do produto", acrescentou a empresa. "Caso a Apple continue fazendo alegações genéricas como essa, a inovação no design e na indústria pode ser restringida." A porta-voz da Apple, Kristin Huquet, por sua vez, disse que o tablet da Samsung era uma cópia.

Na Europa e na Ásia, há uma série de batalhas judiciais envolvendo as duas empresas, não apenas no mercado de tablet, como também no de celular. Em alguns países, a Samsung conseguiu a suspensão temporária da venda de produtos da Apple, como o iPhone. Em outros, aconteceu o inverso.

A Apple ontem era criticada por alguns analistas por colocar obstáculos à competição. Outros diziam que a empresa estava certa e a decisão deve deixar as empresas mais cuidadosas na hora de introduzir novos produtos neste mercado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.