finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ação da BM&F dispara 30% nos primeiros negócios na bolsa

As ações da Bolsa de Mercadorias &Futuros (BM&F) disparavam na estréia na Bolsa de Valores deSão Paulo nesta sexta-feira. Às 12h21, os papéis --que saíram com preço inicial de 20reais-- avançavam 30 por cento, para 26,00 reais. A oferta pública inicial da empresa teve forte procura deinvestidores, após a operação bem-sucedida da Bovespa Holding,controladora da bolsa paulista e da Companhia Brasileira deLiquidação e Custódia (CBLC), no mercado de capitais. Os investidores pessoa física com prioridade de alocaçãoque fizeram pedidos de reserva de ações da BM&F entre 5 mil e300 mil reais foram atendidos apenas com o valor de 1.820reais, ou o equivalente a 91 ações. A oferta pública de ações da BM&F, quarta maior bolsa demercadorias e futuros do mundo, é de cerca de 6 bilhões dereais. Esse valor a torna a segunda maior da história noBrasil, atrás apenas da abertura de capital da Bovespa Holding,em outubro, que movimentou 6,6 bilhões de reais. (Reportagem de Cesar Bianconi)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.