Ação da Vale recua e Bovespa interrompe recordes

Ibovespa fechou em queda de 0,68%, aos 70.026,6 pontos, na mínima do dia. Dólar subiu 0,42%

Claudia Violante, da Agência Estado,

14 de maio de 2008 | 18h00

Depois de dois recordes sucessivos de pontuação, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) cedeu a uma realização de lucros - venda de ações para embolsar lucros obtidos nos próximos dias - nesta quarta-feira e encerrou a quarta-feira no patamar mínimo. Mas o sinal positivo predominou a maior parte da sessão, mantido pelas ações da Vale e pelo desempenho das bolsas norte-americanas. No final, entretanto, as ações da mineradora recuaram. Petrobras, que nos últimos dias vinha sustentando o índice em elevação, também fechou em queda, assim como o petróleo no mercado externo.  O Ibovespa - índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa - fechou em queda de 0,68%, aos 70.026,6 pontos, na mínima. Na máxima, atingiu 70.966 pontos (+0,66%). No mês, a Bolsa sobe 3,18% e, no ano, 9,61%. O volume financeiro negociado hoje totalizou R$ 6,707 bilhões (preliminar).  A realização de lucros teve início na última hora do pregão. Foi adiada ao máximo, sustentada pelos ganhos da Vale e das bolsas norte-americanas. Os papéis da mineradora, entretanto, viraram no final, garantindo o fechamento negativo da Bovespa, já pressionado pela queda das ações da Petrobras, da Vale ON (- 0,36%), Vale PNA (-0,50%), Petrobras ON (-1,56%), e Petrobras PN (-1,38%).  Metais e petróleo caíram no exterior. Hoje, o contrato de junho do petróleo recuou 1,26% em Nova York, para US$ 124,22, por causa do aumento dos estoques de petróleo nos Estados Unidos. Já os metais recuaram com a reavaliação dos efeitos do terremoto na China sobre a produção, que devem ser inferiores às previsões.  O petróleo favoreceu a alta das bolsas nos EUA, assim como o índice de preços ao consumidor (CPI). O índice, que mede a inflação no varejo, subiu 0,2% em abril, mesmo porcentual previsto, enquanto o núcleo subiu 0,1%, a metade das estimativas. O prejuízo menor do que o previsto divulgado pela agência hipotecária Freddie Mac também incentivou as ordens de compras por lá, assim as ações da varejista Macy's - após manter sua projeção para 2008, apesar de ter tido prejuízo de US$ 59 milhões no primeiro trimestre. O Dow Jones fechou em alta de 0,52%, aos 12.898,4 pontos e a Nasdaq subiu 0,06%.

Tudo o que sabemos sobre:
Mercado financeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.