Ação da VisaNet estreia na Bovespa e sobe 11,40%

Na cotação máxima do dia até o momento, papéis foram negociados em alta de 14,53%; IPO foi maior da história

Agência Estado,

29 de junho de 2009 | 11h29

Na estreia dos negócios com as ações da VisaNet no Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), os papéis ordinários (ON) da operadora de cartões subiam 11,40%, a R$ 16,71, por volta das 11h20 (de Brasília). Na cotação máxima do dia até o momento, a ação foi negociada a R$ 17,18 (+14,53%).

 

A oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da VisaNet captou R$ 8,397 bilhões, tornando-se o maior IPO da história da Bovespa, superando o da OGX Petróleo e Gás, que movimentou R$ 6,7 bilhões em 2008. O preço da ação saiu a R$ 15, no teto do intervalo sugerido na operação, que era de R$ 12 a R$ 15.

 

Segundo dados enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a oferta movimentou 559.813.928 ações ON, indicando que foram exercidos o lote principal, o suplementar e uma parte do adicional. Os números finais serão publicados pela empresa no anúncio de encerramento da operação previsto para até 7 de agosto. Conforme a oferta registrada na CVM, 41,01% da companhia passa do controle das instituições financeiras para as mãos do mercado.

 

Desde 2005, o Brasil contabiliza 109 IPOs que totalizaram R$ 92,5 bilhões. O da VisaNet era encarado como um teste para o mercado brasileiro, após a crise financeira que azedou o apetite dos investidores pelo risco. Depois do pico de 64 IPOs registrado em 2007, a instabilidade financeira fez o volume de ofertas iniciais cair para quatro em 2008 e até o momento, o de VisaNet é o único anunciado para 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
mercado financeiroBovespaVisaNet

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.