Ação do Fed derruba bolsas da Ásia e atinge commodities

Tóquio (-2,1%), Seul (-1,68%) e Hong Kong (-2,54%) caem; Xangai e Taiwan não operam por feriado

Reuters,

19 de fevereiro de 2010 | 08h07

A bolsa de Tóquio caiu 2,1% nesta sexta-feira, enquanto ações vinculadas a commodities como as da Mitsui recuaram depois que o Federal Reserve decidiu na véspera aumentar a taxa de redesconto norte-americana, em uma decisão que surpreendeu os mercados.

 

Enquanto isso, a decisão fez o dólar subir para o maior nível em um mês contra o iene, impulsionando ações de exportadores no início da sessão. Mas esse movimento perdeu terreno conforme cresceu o nervosismo dos investidores sobre como os mercados internacionais responderão ao Fed.

 

"A decisão do Fed aliada ao aumento do compulsório na China, na semana passada, e que ainda precisa ser refletida pela bolsa de Xangai, é algo que os mercados não podem ignorar. Afinal, são as duas das maiores economias do mundo", afirmou Masayoshi Okamoto, diretor de corretagem na Jujiya Securities.

 

"Apesar de a decisão do Fed não ser realmente ruim, vai ser duro para os mercados por vários dias, mas no médio prazo provavelmente não será tão negativo", acrescentou.

 

A bolsa de Tóquio encerrou em queda de 2,1% a 10.123 pontos, conseguindo segurar ganho ligeiro de 0,3% na semana, que foi a segunda seguida em terreno positivo.

 

O índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 1,63%, para 389 pontos, recuando pelo segundo dia consecutivo. O movimento da sessão foi pressionado por quedas fortes nos setores financeiro, commodities, consumo e energia.

 

O Fed anunciou na véspera aumento da taxa de redesconto de 0,5 para 0,75%, dando um passo para normalizar a política de empréstimos de emergência usados para combater os efeitos da pior crise financeira internacional desde a Grande Depressão.

 

Mas o Fed também informou que a decião não sinaliza qualquer mudança no cenário para a economia ou para a política monetária e manteve a taxa básica de juros próxima de zero.

 

As bolsas de Xangai e Taiwan não operaram por feriado. Seul caiu 1,68 %, enquanto Hong Kong despencou 2,59%. Cingapura recuou 0,44% e Sydney se desvalorizou em 0,43%.

 

Os futuros de bolsas dos Estados Unidos e o índice que reúne mercados acionários da Europa operavam no vermelho na manhã desta sexta-feira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.