Acidente em julho interrompeu gasoduto da Petrobras

Um acidente levou à interrupção do gasoduto Peroá-Cangoá, da Petrobras, que interliga os campos de mesmo nome, na Bacia do Espírito Santo, ao continente. O incidente foi comunicado pela estatal à Agência Nacional do Petróleo (ANP) no dia 18 de julho. Segundo a agência, a empresa percebeu o problema após uma queda de pressão no gasoduto, provocada por falha em um equipamento. Houve vazamento de gás. A ANP informou que o problema já foi resolvido e o gasoduto está em operação novamente.

NICOLA PAMPLONA, Agencia Estado

18 de agosto de 2010 | 18h52

O gasoduto tem capacidade para transportar 7 milhões de metros cúbicos por dia, mas estava operando com baixa capacidade, por conta de falta de demanda por gás. No mês passado, transportou uma média de 900 mil metros cúbicos por dia. Procurada, a Petrobras ainda não comentou o assunto.

Tudo o que sabemos sobre:
gasodutoacidentePetrobrasANP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.