Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Acionistas da BRF Foods e da Sadia aprovam incorporação

Conclusão do processo de fusão das empresas só depende agora da aprovação do Cade

AE,

18 de agosto de 2009 | 16h59

Os acionistas da Sadia e da BRF Brasil Foods, atual denominação da Perdigão, aprovaram nesta terça-feira, 18, em assembleias extraordinárias a incorporação das ações ON e PN da primeira pela segunda. Com a aprovação desta terça-feira, para a conclusão do processo de fusão das empresas resta apenas a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

 

Conforme fato relevante divulgado há pouco, os acionistas da Sadia terão até 18 de setembro para ajustar suas posições, através da compra ou venda de ações, mediante negociação privada ou por meio de corretoras autorizadas a operar na BM&FBovespa. O prazo para o exercício do direito de retirada se encerra em 17 de setembro e deve considerar a base acionária em 19 de maio - data em que as empresas anunciaram a fusão. O valor do reembolso será de R$ 0,41 por ação ordinária.

 

A negociação com ações da Sadia na Bovespa ocorrerá até 21 de setembro. No dia 22, BRF e Sadia passarão a ser negociadas de forma unificada, com o ticker PRGA3. Os ADRs também passam a ser negociados de forma unificada na mesma data, com o ticker PDA.

 

Em 11 de agosto, os antigos controladores da Sadia informaram que iriam se abster de votar na assembleia. A decisão foi tomada após a determinação do colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que em 27 de julho determinou que os controladores da Duratex ficassem impedidos de votar na assembleia que decidirá sobre a incorporação da empresa pela Satipel.

Tudo o que sabemos sobre:
BRF FoodsSadiafusão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.