Ações asiáticas caem após dados fracos da China; iene fraco impulsiona Nikkei

Ações asiáticas caem após dados fracos da China; iene fraco impulsiona Nikkei

O dólar subia cerca de 0,8% sobre a moeda japonesa nesta sessão, tendo ultrapassado nova máxima de sete anos

LISA TWARONITE, REUTERS

05 de novembro de 2014 | 08h00

As ações asiáticas recuaram nesta quarta-feira após a divulgação de mais dados econômicos fracos da China, embora o iene mais fraco tenha ajudado as ações japonesas a fecharem em alta.

Às 7h55 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,76 por cento.

O iene mais fraco impulsionou as ações de exportadoras no Japão, ajudando o índice japonês Nikkei a anular perdas do começo da sessão e a fechar em alta de 0,44 por cento, maior nível de fechamento desde outubro de 2007.

O dólar subia cerca de 0,8 por cento sobre o iene nesta sessão, tendo ultrapassado nova máxima de sete anos ante a moeda japonesa de 114,40 ienes.

No entanto, outros mercados asiáticos foram pressionados por uma série de pesquisas nas últimas sessões sugerindo que a economia chinesa continua perdendo ímpeto na passagem para o quarto trimestre.

O crescimento do setor de serviços na China enfraqueceu em outubro com a desaceleração em novos negócios, mostrou a pesquisa Índice Gerente de Compras (PMI) do HSBC/Markit, divulgada mais cedo, poucos dias depois que outros dados mostraram crescimento lento na indústria da segunda maior economia do mundo e que poderia levar Pequim a anunciar novas medidas de estímulos.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.