Ações asiáticas caem com temores sobre o euro

As ações asiáticas recuaram nesta sexta-feira com temores sobre o euro compensando fortes resultados corporativos nos Estados Unidos, que levaram o índice S&P 500 para o maior nível em dois meses e meio.

Reuters

20 de julho de 2012 | 13h39

O euro recuava em relação ao dólar e aproximou-se do recorde de baixa ante o dólar australiano nesta sexta-feira, pressionado por preocupações com os problemas na Espanha.

Às 7h50 (horário de Brasília), o índice MSCI, que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, perdia 0,13 por cento, mas acumulava ganho superior a 2 por cento na semana.

"Nós tivemos uma semana razoavelmente boa para ações e há uma certa mudança em termos do que as pessoas estão observando", afirmou o chefe de negociações da corretora BTIG em Hong Kong, Christian Keilland.

Havia evidências sugerindo que alguns investidores estavam vendendo com força, com fundo regionais vendo saídas líquidas de fluxo de 63,3 milhões de dólares na comparação com as entradas de fluxo na semana anterior, de acordo com o Citigroup.

Mercados cíclicos, como Coreia e Taiwan lideraram as saídas de fluxos, informou o Citigroup.

O índice Nikkei do Japão encerrou com queda de 1,4 por cento, com farmacêuticas e fabricantes de equipamentos elétricos mostrando as maiores quedas, ao passo que preocupações com o crescimento econômico dos Estados Unidos desencorajaram os investidores.

O encolhimento da atividade industrial na região do Meio-Atlântico dos Estados Unidos e mais evidências de dificuldades no mercado de trabalho do país mantiveram os investidores do Japão, país dependente de exportações, atentos ao impacto de resultados corporativos fracos nos Estados Unidos.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, avançou 0,42 por cento, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,74 por cento. Em Cingapura, as ações desvalorizaram-se 0,44 por cento, o mercado em Taiwan subiu 0,23 por cento e as ações australianas perderam 0,18 por cento.

(Reportagem de Vikram Subhedar)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.