Ações asiáticas fecham em alta com setor bancário

As principais bolsas asiáticastiveram uma segunda-feira de alta, dando fim à seqüência deseis sessões consecutivas de queda. O resultado veio com o otimismo de que o setor bancáriochinês conseguiu avançar apesar das turbulências do mercado ecom investidores comprando ações desvalorizadas. Contudo, os temores de que a estagflação possa afetar oslucros das empresas e continuar a limar o gasto do consumidorlimitaram os ganhos. "Os investidores não deveriam estar tão receosos acerca domercado acionário, já que a maior parte das ações ficou barataapós as perdas recentes", afirmou Michael On, diretor gerenteda Beyond Asset Management, em Taipei. Às 8h10 (horário de Brasília) o índice MSCI da ÁsiaPacífico exceto Japão tinha alta de 0,35 por cento, a 416pontos, próximo ao fim dos negócios. Mais cedo o índice atingiuseu pior nível intradia desde agosto de 2007. Os mercados chineses encabeçavam os ganhos. A bolsa deXangai disparou 4,59 por cento, para 2.792 pontos, naexpectativa de ter chegado a um piso, após a pior baixa em 17meses na semana passada. O índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong subiu 2,28 porcento, a 21.913 pontos, ajudado por bancos como o ChinaMerchants Bank, que anunciou previsão de que seu lucro mais quedobre no primeiro trimestre. O índice Nikkei fechou com valorização de 0,92 por cento, a13.360, encerrando sua maior seqüência de perdas desde 1954. O índice que acompanha as bolsas asiáticas teve alta pelaprimeira vez desde 26 de junho, e subia quase 1 por cento, masainda acumula perdas de 16 por cento no ano. A bolsa sul-coreana teve apenas uma leve alta de 0,11 porcento, aos 1.579 pontos. Na contramão, o mercado na Austrália encerrou com queda de1,57 por cento, em 5.002 pontos.

KEVIN PLUMBERG, REUTERS

07 de julho de 2008 | 08h16

Mais conteúdo sobre:
BOLSAASIAMANHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.