Ações asiáticas recuam e temores sobre desaceleração na China ressurgem

Os preços das ações asiáticas caíram nesta segunda-feira conforme investidores aguardavam para ver se os principais bancos centrais do mundo vão continuar a manter a política monetária frouxa.

HIDEYUKI SANO, Reuters

19 de maio de 2014 | 07h42

Preocupações sobre um crescimento mais lento na China minaram alguns mercados asiáticos, com ações da China continental caindo mais de 1 por cento para mínimas de dois meses após notícias de que Pequim está apertando seu controle sobre empréstimos interbancários para neutralizar os riscos no sistema bancário sem regulação.

O índice japonês Nikkei sucumbiu à fraqueza regional após ganhos iniciais, atingindo mínimas de um mês.

Às 7h33 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,14 por cento, pressionado pelas ações australianas, que caíram 1,3 por cento.

Dada a incerteza sobre o cenário econômico global, o suporte monetário é um importante tema para os investidores, com o Banco Central Europeu tomando o centro das atenções.

Cinco fontes disseram à Reuters que o BCE está preparando um pacote de opções de política para sua reunião de junho, incluindo cortes em todas as suas taxas de juros.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.