Ações asiáticas recuperam-se com afrouxamento do BC japonês

As ações asiáticas recuperaram-se no volátil pregão desta quarta-feira depois que o Banco do Japão, banco central do país, afrouxou ainda mais a política monetária, seguindo o agressivo estímulo do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, e levantando especulações de mais esforços de outros grandes bancos centrais para apoiar o crescimento.

Reuters

19 de setembro de 2012 | 08h07

Mas permaneceram preocupações com o aperto fiscal na Espanha e a deterioração dos lucros corporativos, mantendo os ganhos limitados nos mercados internacionais em comparação com o rali inspirado pelo lançamento da terceira rodada de "quantitative easing" pelo Fed na semana passada.

O BC japonês mais uma vez aumentou sua compra de ativos e seu programa de empréstimo, uma ação visão a impulsionar as ações japonesas e enfraquecer o iene para ajudar a apoiar a frágil economia japonesa, dependente de exportações e já afetada pelo enfraquecimento da demanda global, com as tensões com a China --importante parceiro comercial-- somando-se a riscos potenciais de retração.

O banco central do Japão segue o QE3 feito pelo Fed e a adoção do Banco Central Europeu (BCE) no começo deste ano de um esquema de compra de títulos para diminuir custos de empréstimos de países da zona do euro que busquem assistência.

Às 7h49 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão ganhava 0,59 por cento, depois de operar de estável a queda de 0,2 por cento no início da sessão, com as ações de Hong Kong superando o desempenho de outras com alta de 1,16 por cento, chegando a atingir o maior nível em quatro meses e meio.

"Com o Banco Central Europeu, o Federal Reserve dos Estados Unidos e agora o Banco do Japão --os maiores bancos centrais do mundo-- fazendo afrouxamento, haverá agora expectativas de que o PBOC (Banco do Povo da China, banco central) irá seguir o mesmo caminho", afirmou o vice-presidente de vendas de ações do Tanrich Securities, Jackson Wong.

O índice Nikkei do Japão encerrou com ganhos de 1,19 por cento.

A bolsa de Cingapura fechou em alta de 0,25 por cento, enquanto Taiwan avançou 0,62 por cento. As ações australianas tiveram valorização de 0,54 por cento e o mercado em Xangai expandiu 0,40 por cento.

(Reportagem de Chikako Mogi; reportagem adicional de Clement Tan em Hong Kong)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.