Ações asiáticas sobem conforme foco sai da aversão a risco

índice MSCI de ações da região Ásia-Pacífico, com exceção do Japão, tocou nova máxima de três anos

Shinichi Saoshiro, REUTERS

23 de julho de 2014 | 07h39

O índice MSCI de ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão tocou nova máxima de três anos nesta quarta-feira uma vez que alguns mercados se concentraram mais em resultados corporativos do que em tensões geopolíticas.

A violência continua em Gaza, mas as esperanças de uma redução da tensão na Ucrânia aumentaram depois que rebeldes pró-Rússia entregaram as gravações de voo e os restos mortais das vítimas do avião malaio derrubado para autoridades internacionais.

Às 7h25 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 0,76 por cento, após ter atingido mais cedo pico de três anos, impulsionado depois que o S&P 500 alcançou nova máxima uma vez que mercados de risco voltaram suas atenções a resultados corporativos e dados econômicos positivos.

Na contramão, o índice japonês Nikkei teve queda de 0,1 por cento uma vez que os mercados de Tóquio mantiveram seu foco nas tensões em Gaza e no Oriente Médio.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.