Ações da AOL atingem mínima com investigação da SEC

As ações da AOL Time Warner Inc. despecancaram nesta manhã na Bolsa de Nova York depois que a empresa revelou que a SEC (a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) começou a investigar suas práticas contábeis. Os papéis atingiram a mínima em 52 semanas e caíram a um valor de dígito único pela primeira vez desde setembro de 1998. Às 11h12 (de Brasília), AOL Time Warner caía US$ 1,45, ou 12,72%, para US$ 9,95 no Dow Jones, depois de bater na mínima de US$ 9. As ações da AOL já perderam 75% do valor desde janeiro de 2001, quando a empresa finalizou a compra do conglomerado Time Warner. O anúncio da investigação da SEC ocorreu depois de reportagens publicadas no jornal The Washington Post na semana passada sugeriram que a unidade America Online havia artificialmente inflado sua receita entre 2000 e 2002 por meio de transações irregulares. A AOL rebateu as acusações e disse que todos os procedimentos foram conduzidos de maneira adequada e verificados por auditores externos da Ernst & Young. Desde ontem, quando a empresa anunciou seus resultados trimestrais, pelo menos seis analistas rebaixaram seus ratings para as ações da AOL. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

25 de julho de 2002 | 11h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.