Ações da Ásia caem por renovado temor sobre crise imobiliária

As bolsas asiáticas despencaram nestasexta-feira, assustadas por uma reportagem segundo a qual obanco Merrill Lynch terá prejuízo de 15 bilhões de dólaresdecorrentes de investimentos em hipotecas. Um artigo do New York Times, citando fontes próximas àquestão, afirmou que o Merrill está tentando levantar capitalde investidores estrangeiros, o que pressionou o dólar,derrubou ações e valorizou os Treasuries. O índice japonês Nikkei perdeu 1,9 por cento, para 14.110pontos, e foi para seu pior patamar desde novembro de 2005. A bolsa sa Coréia do Sul recuou 2,3 por cento, para 1.782pontos, o pior nível em sete semanas. O índice australianoS&P/ASX 200 teve sua quinta queda consecutiva, de 1,6 porcento, a 5.981 pontos. "A reportagem deixou os investidores mais nervosos",afirmou Kim Sung-bong, analista na Samsung Securities. "Asinstituições financeiras dos EUA começam a divulgar seusbalanços a partir da semana que vem e os mercados estãopreocupados sobre se as perdas relacionadas às hipotecas derisco (subprime) serão maiores que o esperado". O índice MSCI, das bolsas da Ásia Pacífico exceto Japão,perdia 0,76 por cento, a 511 pontos. Em Tóquio, as ações da Seven & I, maior varejista japonesa,despencaram mais de 6 por cento depois de a empresa reduzir suaprevisão de lucro para o ano. O lucro trimestral da empresacaiu 8,5 por cento, atingido pelos em lojas de conveniência nosEstados Unidos e por um baixo aumento do gasto do consumidor noJapão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.