Ações da Microsoft sofrem pior queda em seis anos

Devido aos seus decepcionantes resultados no primeiro trimestre do ano, as ações da Microsoft obtiveram a maior desvalorização dos último seis anos, caindo 11% na manhã desta sexta-feira. Em dólares, cada papel caiu US$ 3, chegando a US$ 24,25. A Microsoft informou na última quinta-feira à noite que nos três primeiros meses deste ano seu lucro líquido foi de US$ 2,977 bilhões, ou US$0,29 por ação, contra o de US$ 2,563 bilhões, ou US$ 0,23 por título, registrado em igual período do ano passado. Expansão dos negócios O lucro abaixo do previsto se deve, em parte, à campanha para a expansão de seus negócios na internet, onde a companhia sofre a concorrência do Google e do Yahoo no lucrativo mercado da publicidade nos sites de busca. Os analistas acham que, embora a longo prazo esse investimento possa ser uma decisão correta, nos próximos meses acarretará maiores gastos e a redução do lucro, o que fez com que muitas companhias de investimento reduzissem suas recomendações de compra das ações Microsoft. Ganhos previstos No trimestre em curso, a empresa espera ter um lucro de US$0,30 por título, abaixo das previsões dos analistas, de US$ 0,34 por ação. Já as vendas devem ficar entre US$ 11,5 e 11,7 bilhões, em linha com as estimativas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.