Ações da OGX fecham em alta de 8,91%

Papéis da petroleira de Eike Batista recuperaram ontem um pouco das perdas acumuladas na quarta e quinta-feira

O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2012 | 03h07

As ações da OGX, petrolífera de Eike Batista, conseguiram recuperar ontem um pouco das fortes perdas acumuladas nos dois pregões anteriores, quando os investidores atuaram ferozmente na venda em razão dos dados fracos de produção do campo de Tubarão Azul. Os papéis da empresa fecharam em alta de 8,91%. Para Luis Gustavo Pereira, da Futura Corretora, os preços acabaram ficando atrativos e alguns investidores foram às compras.

Para o gestor Flávio Barros, da Grau Gestão de Ativos, a figura de Eike Batista, controlador das empresas do grupo EBX, afeta a percepção de governança nas empresas do grupo. "Há uma crise de confiança relacionada aos projetos do Eike versus o período de entrega de resultados. Isso acaba afetando todas as empresas porque a maioria está em estágio pré-operacional."

A maior parte das ações do grupo de Eike Batista operou em alta ontem na Bolsa de Valores de São Paulo. Mas, sem recuperar as perdas dos dias anteriores, especialmente a OGX, que caiu 39,6% na quarta e na quinta-feira.

O tombo das ações das empresas "X" que fazem parte do Ibovespa - OGX, MMX e LLX - nesses dois dias, quando eclodiu a desconfiança dos investidores quanto à capacidade produtiva dos negócios do empresário, foi o grande responsável pela retração de 1,7% do Ibovespa no mesmo período. / OLIVIA BULLA E FÁTIMA LARANJEIRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.