coluna

Carolina Bartunek: ESG, o que eu tenho a ver com isso?

Ações da Petrobras despencam e arrastam Bolsa

Depois de anúncio, investidores reagem à queda do lucro líquido da empresa anunciado na semana passada

Agência Estado,

12 de novembro de 2007 | 15h34

A semana começou com a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) passando por um forte ajuste de preços, após ter se descasado na semana passada das bolsas nos EUA, especialmente na quinta e sexta-feira após o anúncio pela Petrobras, da descoberta do campo de Tupi, em Santos. O Ibovespa - índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa - chegou a cair 3,71%. Às 15h20, o Índice recua 3,39%. Boa parte dessa correção de preços é concentrada em Petrobras, cujas ações registravam perdas de mais de 6% às 14h20, com os investidores reagindo em parte à queda de 22% registrada no lucro líquido do terceiro trimestre deste ano. Às 15h20, as ações ordinárias (ON, com direito a voto) da companhia recuam 6,36%. Já as preferências (PN, sem direito a voto) caem 5,78%. A desvalorização de mais de 2% nas cotações do petróleo no exterior também contribui para manter essa correção de preços nos papéis da estatal. A commodity está reagindo a especulações sobre aumento da oferta por parte dos países membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), ao enfraquecimento do dólar e ao vencimento de opções amanhã (operações de mercado futuro).O dólar mostra forte valorização ante o real, replicando o comportamento internacional da moeda, que ganha valor em relação ao euro, ao mesmo tempo em que perde frente ao iene, por causa da aversão ao risco. Neste momento, 15h20, a moeda norte-americana é vendida a R$ 1,7790, em alta de 1,89%.  O mercado de juro seguiu o ajuste verificado nos demais mercados domésticos, mas num pregão de pouca liquidez (volume de negócios), alinhado com o que acontece no mercado internacional. Em Nova York, as bolsas trabalham sem rumo definido e com volumes reduzidos por conta do feriado nos EUA do Dia do Veterano.

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrasBovespaMercado financeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.