finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Ações da Sumitomo têm maior queda em 18 anos após revisão de estimativa de lucro

As ações da Sumitomo Corp tiveram sua maior queda em 18 anos após a quinta maior trading do Japão em vendas ter reduzido sua previsão de lucro anual em 96 por cento devido a perdas maciças com um projeto de xisto nos Estados Unidos e quedas acentuadas nos preços do minério de ferro e carvão.

REUTERS

30 de setembro de 2014 | 08h16

Tradings japonesas têm investido pesadamente em campos norte-americanos de petróleo e gás de xisto conforme a terceira maior economia do mundo busca diversificar suas fontes de energia após o desastre nuclear de Fukushima, em 2011. Mas revisões em estimativas de reservas e poços improdutivos levaram a baixas contábeis.

A Sumitomo disse na segunda-feira que irá rever sua estratégia em investimento mineral e sistema de gestão de risco, após uma baixa contábil de 270 bilhões de ienes (2,47 bilhões de dólares) antes de benefícios fiscais. As perdas incluíram a mais recente e maior de uma série de baixas contábeis em ativos norte-americanos de xisto por tradings japonesas.

As ações da companhia caíram 12,1 por cento nesta terça-feira, a maior perda em um dia desde junho de 1996, quando a Sumitomo informou que seu chefe de operações de cobre Yasuo Hamanaka tinha acumulado 2,6 bilhões de dólares em perdas com operações ilícitas.

A Sumitomo também espera uma perda de 50 bilhões de ienes com o atraso da expansão de um projeto de minério de ferro brasileiro devido à queda nos preços da commodity e uma perda de 20 bilhões de ienes em um negócio de pneus nos EUA devido à estagnação do mercado de varejo no país.

A Sumitomo e a parceira brasileira Vale fecharão sua mina de carvão Isaac Plains, em Queensland, na Austrália, até o final de janeiro por causa da queda dos preços do carvão, com a Sumitomo esperando uma perda contábil de 30 bilhões de ienes com o encerramento.

(Por James Topham, Aaron Sheldrick e Yuka Obayashi em Tóquio; Manolo Serapio Jr em Cingapura)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSSUMITOMOCORPACOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.