Ações da Telesp em queda

As ações da Telesp iniciaram a semana com forte queda de 19,2%. O motivo é o forte movimento de venda do papel, por fundos de pensão, em função da proximidade do prazo de troca dessas ações por Brazilian Depositary Receipts (BDRs) - títulos emitidos por empresas estrangeiras no Brasil - da Telefónica. Diante dessa queda nas cotações, o mais indicado para o acionista, mesmo para aquele que quer desfazer-se dos papéis, tende a ser fazer a troca e, depois, fazer a venda dos BDRs. Esses títulos, que têm lastro em ações da Telefónica, deverão passar a ser negociados na Bolsa semana que vem.A troca está sendo feita por todo e qualquer acionista em agências do Bradesco. Pequenos acionistas, que não têm número de ações suficiente para fazer troca, podem participar do agrupamento que está sendo organizado pelo Bradesco. A instituição fará a troca, depois venderá os BDRs e distribuirá os recursos entre os participantes do grupo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.