Ações da Telesp voltam para Ibovespa

As ações preferenciais nominativas (PN, sem direito a voto) da Telesp voltaram, sexta-feira, a integrar o Ibovespa - Índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). A participação da Telesp na carteira teórica do Índice, que vale para o período de setembro a dezembro, é de apenas 0,598%.Quando comparado com os 12% de participação registrados até junho, o novo peso da Telesp é bastante baixo. Além disso, seu retorno não significa que os acionistas da empresa conseguirão compensar as perdas sofridas pelo fato de não terem participado do processo de troca das ações pelos Brazilian Depositary Receipt(BDR) da Telefónica, terminada em 30 de junho. Na sexta-feira, foram realizados apenas 149 negócios e o papel valia R$ 32,60. Antes da troca, o lote de mil ações chegou a ser cotado por R$ 64,49. Na comparação dos dois preços, a queda sofrida corresponde a 49,45%. Poucos analistas são favoráveis à manutenção do papel pelo investidor, porque é baixa a possibilidade de valorização no curto prazo. Mas é bom ficar de olho na dança de preços da ação no mercado e não se desfazer dela precipitadamente. A dica dos especialistas, portanto, é acompanhar seu desempenho e vendê-la pelo melhor preço, embora ele esteja bastante distante dos níveis mais elevados a que chegou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.