Ações da Xstrata caem e mercados europeus fecham no vermelho

Os mercados europeus fecharam estaquarta-feira em queda, derrubados por desvalorizações no setorbancário e com a mineradora Xstrata atingindo seu pior nível emdois meses depois que as negociações de sua venda para a Valefracassaram. O índice FTSEurofirst 300, que acompanha as principaisações da Europa, fechou em queda de 0,6 por cento, aos 1.258pontos. O índice caminha para ter seu pior desempenhotrimestral desde o terceiro trimestre de 2002 e seu quinto mêsconsecutivo de queda. O Deutsche Bank alertou que problemas nos mercados decrédito podem atingir seus lucros para o ano, enquanto algunsdos maiores bancos centrais do mundo afirmam não ver fim àvista para a crise global de crédito. "Minha visão pessoal é de que o mercado está extremamentebem valorizado nesses níveis, mas o fluxo de notícia estáduramente ruim e este não é um cenário no qual os mercadospossam mostrar alguma força", afirmou Roger Noddings, chefe deinvestimento no HSBC Investments.As ações da Xstrata fecharam em queda de 4,8 por cento, tendochegado a cair 12 por cento nas mínimas do dia, enquanto ospapéis do Deutsche Bank perderam 2,3 por cento. Em Londres, o índice Financial Times fechou em queda de 0,5por cento, a 5.660 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX retrocedeu 0,54 por cento, para6.489 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 caiu 0,33 por cento, para 4.676pontos. Em Milão, o índice Mibtel encerrou em baixa de 0,40 porcento, a 23.846 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 fechou com desvalorização de0,23 por cento, a 13.403 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 teve baixa de 0,17 por cento,para 10.410 pontos. (Reportagem de Amanda Cooper)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.