Ações de despejo crescem 11,14% em SP

As ações de despejo por falta de pagamento subiram 11,14% em maio deste ano na Capital. As ações de procedimento ordinário, que incluem a denúncia vazia, tiveram alta de 14,56%. As renovatórias e as consignatórias de aluguel caíram respectivamente 45,71% e 27,78%, segundo uma pesquisa realizada pela Hubert Assessoria Imobiliária. O diretor da empresa, Hubert Gebara, acha que o maior volume das ações de despejo por falta de pagamento e denúncia vazia em maio está dentro da normalidade. A forte queda percentual das ações consignatórias também pode ser considerada normal em razão do pequeno volume (de 35 registros em abril para 19 registros em maio). Gebara observa entretanto que, com o aumento de maio, a média mensal das ações de despejo por falta de pagamento e denúncia vazia começou a reverter, em 2003, a tendência de baixa da média mensal nos últimos anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.